REVISTA BICICLETA - Em 10 anos, viagens feitas de bicicleta mais que dobraram
Baixe Gratuitamente a Edição Digital de Maio - Junho 2017 da Revista Bicicleta!
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 78

Leia

Revista
Bicicleta



Notícias

Em 10 anos, viagens feitas de bicicleta mais que dobraram

480 visualizações

Em 10 anos, viagens feitas de bicicleta mais que dobraram
DEPOSITPHOTOS
Foto: Divulgação

O trânsito das grandes cidades e a superlotação dos transportes fazem com que cada vez mais brasileiros escolham a bicicleta como principal meio de transporte. Segundo o Sistema de Informações da Mobilidade Urbana, documento produzido pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), as viagens feitas de bicicleta mais que dobraram entre 2004 e 2014. Percebendo a necessidade de melhorar a mobilidade para os ciclistas, o poder público das capitais brasileiras aumentaram a malha cicloviária. São 3.009 km de vias destinadas às bikes hoje e, em 2014, eram 1.414 km, segundo levantamento realizado pelo G1 em conjunto com as prefeituras. Algumas startups, empresas inovadoras de tecnologia, apoiam essa causa, incentivam seus funcionários a irem ao trabalho pedalando e separam espaços para que guardem o veículo de duas rodas.

No GetNinjas, marketplace que conecta clientes a prestadores de serviços, os funcionários podem guardar a bicicleta em um espaço que fica dentro do escritório. O desenvolvedor backend da plataforma, Caio Salgado, aproveitou o incentivo da empresa e usa a bike para ir de casa ao trabalho em um percurso de 4 km diários. “Antes de ter a bike, dependia completamente de transporte público e andava bastante. Com mais ciclofaixas pela cidade comecei a experimentar andar mais de bicicleta”, conta.

Carlos Colentuano, designer na Singu, startup que conecta clientes a profissionais de beleza e bem-estar para serviços delivery, adotou o uso da bicicleta no trajeto diário há um ano e tem sentido uma grande diferença. "Além de me deixar mais saudável e mais forte, chego de bom humor no trabalho", diz Carlos. O trajeto que ele percorre até chegar no trabalho leva cerca de 10 minutos.

Na Easy Carros, plataforma que conecta clientes a profissionais de serviços automotivos, os funcionários também contam com bicicletário e vestiários com chuveiro para quem precisar tomar banho depois do exercício. Marcelo Person, gerente financeiro da startup, pedala 5 km de casa até o local de trabalho. “Meu maior motivo de ir de bicicleta é para fugir do trânsito”, diz. “Além disso, é demais poder chegar no trabalho de bicicleta. Chega bem mais vivo e disposto para o dia a dia, com a cabeça muito mais organizada das ideias”, diz.

Com o objetivo de se exercitar e aproveitar para conhecer melhor a cidade, Houston Paz, engenheiro de software da Octadesk, startup desenvolvedora de sistemas voltados para gestão de relacionamento com os clientes, usa a bicicleta desde janeiro no trajeto que dura, em média, uma hora até o trabalho. "Além de não pegar trânsito e não depender de transporte público, sinto outros benefícios, como a melhora da minha condição física", diz o engenheiro.

Saiba mais em: A Crítica

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados