REVISTA BICICLETA - Copa Catalana – Baynoles, Espanha
Baixe Gratuitamente a Edição Digital de Maio - Junho 2017 da Revista Bicicleta!
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 73

Leia

Revista
Bicicleta



Notícias

Copa Catalana – Baynoles, Espanha

Revista Bicicleta por Raiza Goulão
258 visualizações

Copa Catalana – Baynoles, Espanha
Foto: Divulgação

Uma prova muito tradicional aqui na Espanha, que sempre conta com muitos atletas, agora se tornou HC. Dessa forma, a Copa Catalana trouxe este ano forte start list. De minha parte, deu orgulho correr na categoria elite feminina e ver mais de 45 mulheres alinhadas.

O circuito era veloz em seus 7 km, que cobraram muita força e poucas habilidades técnicas. Circuitos assim podem parecer fáceis, mas tornam a prova mais dura, pois se resume a força pura do princípio ao fim. Após uma longa viagem na quinta-feira, acordei na sexta com sensações estranhas em meu corpo, muitas dores musculares e estado febril, mas logo tomei um paracetamol e um bom café da manhã e fui reconhecer o percurso. De volta à casa, fiz uma alimentação saudável e balanceada preparada por nosso fisioterapeuta, Jesus, e um pouco de massagem.  Novamente vieram as dores musculares e o estado febril, meu corpo estava dando sinais de que precisava descansar depois da sequência de provas que fiz. Manter o foco e mente  tranquilos para a prova e buscar  dar meu melhor a cada instante seria consequência.

 Saindo da rotina, nesta prova largamos no sábado, às 16h. Eu e minha Frida Mondraker Podiun estávamos prontas para mais um desafio e contávamos com o melhor equipamento possível que já havia passado pelas mãos de nosso mecânico, Jorge, responsável por todo o setup. Para essa pista, que era veloz com suas estradas estreitas de terra batida, curvas com pó e retomadas, optei por uma calibragem mais baixa em meus pneus Maxxi Icon 2.2, combinados com as rodas de carbono Prototype, que sempre sobressaem por sua leveza, rigidez e nunca me deixam na mão. Como vinha de uma sequência dura de provas e um desgaste físico visível, escolhi a coroa oval 30 em meu pé de vela Rotor; assim pude manter um giro mais constante nas subidas e suportar as 4 voltas + start loop.  Com grandes nomes do MTB mundial, como Pauline Prevot, Daniela Campuzano, entre outras atletas, consegui finalizar a prova na 5ª colocação.

Agradeço a toda a equipe que estava presente e, como sempre, fez um trabalho incrível de staff, que muitos podem até não ver, mas cada conquista que temos nasce na dedicação deles. Obrigada Fran Perez, Andres Garcia, Jesus Hernandez, Jorge Soto, Cristoban Caparroz e também meu manager, que mesmo longe continua sempre ao meu lado (Flavio Magtaz).

 Agora foco total na recuperação, porque o primeiro grande objetivo da temporada esta por vir: o Pan-Americano na Colômbia, no dia 02 de abril.

 “Andar com fé eu vou, que a fé não costuma falhar.”                                                     #TIMERAIZA
 

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Vídeos

 

 

Para fechar o banner, clique aqui ou tecle Esc.

Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados