REVISTA BICICLETA - 5 motivos para não perder a Brasil Cycle Fair 2017
Baixe Gratuitamente a Edição Digital de Maio - Junho 2017 da Revista Bicicleta!
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 76

Leia

Revista
Bicicleta



Notícias

5 motivos para não perder a Brasil Cycle Fair 2017

Por Revista Bicicleta
713 visualizações

5 motivos para não perder a Brasil Cycle Fair 2017
Foto: Divulgação

Marcas como Audax, Groove, Santa Cruz, Scott, Specialized, Thule, Trek, e TSW estarão reunidas na Brasil Cycle Fair 2017, evento que será realizado de 22 a 24 de setembro, no São Paulo Expo, zona sul da capital paulista. A principal feira de bicicletas da América Latina será palco do encontro de pequenas, médias e grandes empresas; atletas, lojistas, mecânicos e especialistas; cicloativistas e o público final. Todos, lado a lado, para conferir de perto as principais novidades do mercado.

Mas, afinal, o que torna o evento tão atrativo? Por que o profissional do setor e o ciclista apaixonado devem marcar presença?  Separamos cinco motivos que vão mostrar o porquê não dá para perder a nova Brasil Cycle Fair:

1- Recorde de público

A feira está muito mais interativa e atrativa. Em 2017, A Brasil Cycle Fair será sede da última etapa da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, disponibilizará cerca de 1.000 bicicletas para tests-ride urbano e de mountain bike, dividirá o pavilhão em duas áreas distintas, terá ações específicas para B2B e B2C e contará com mais de 70.000 m² das mais diversas atrações. Nos últimos anos, com uma estrutura diferente e até menor, o evento recebeu mais de 15 mil visitantes. Imagine agora.

2- Recorde em negócios

Somente na última edição, foram movimentados mais de R$ 70 milhões em negócios em quatro dias de evento. Ao lado de grandes marcas, a organização do evento tem como objetivo não só consolidar as novidades no mercado, mas também oferecer oportunidade para quem deseja abrir um novo negócio. Esse é o caso Tânia Gamarra, que esteve há dois anos na Brasil Cycle Fair como visitante e retorna este ano como expositora da empresa Bikezetas.

“A nossa marca tem 6 meses e a Brasil Cycle Fair é a grande oportunidade para estarmos mais próximos do nosso público-alvo. É um evento que tem o peso do Salão do Automóvel, mas é totalmente voltado para bikes. Um evento que é referência de nível nacional. Conhecemos a grandiosidade, pois já visitamos a feira e temos certeza que essa será uma grande oportunidade para todos nós”, diz Tânia.

3- Tem espaço para todos

A Brasil Cycle Fair abre espaço para empresas de todos os tamanhos. Um startup pode expor ao lado de uma importadora com centenas de funcionários. Mecânicos, lojistas, empreendedores, CEOs, jornalistas e formadores de opinião estarão lado a lado para trocar ideias e discutir sobre o mercado no pavilhão. Se for do interesse, eles ainda terão acesso ao Festival – evento localizado na parte externa e destinado ao público final dentro da Brasil Cycle Fair.

A Brasil Cycle Fair é o momento de interação e troca de experiências e, consequentemente, para fazer negócios.

"Nossa expectativa é ainda maior do que nos anos anteriores, esperamos que o evento possa proporcionar a melhor experiência possível para o ciclista. A Specialized acredita que a experiência de pedalar é transformadora, por isso aproximar o público e os profissionais do setor dando a oportunidade de experimentar as novidades da nossa linha de bicicletas, equipamentos e acessórios, é sempre gratificante e enriquecedora para todos do mercado", afirma Marina Richwin, Coordenadora de Marketing da Specialized Brasil.

4- Visibilidade

A BCF recebeu mais de 15 mil visitantes e contou com a presença de mais de 50 jornalistas de diferentes veículos de comunicação de todo o Brasil em sua última edição. Já a Copa Internacional Levorin de Mountain Bike impactou mais de 500 mil pessoas na temporada passada. Lado a lado, os dois eventos prometem superar a expectativa de público garantindo, assim, maior visibilidade para as marcas e ainda mais atrações e estrutura para o público final. 

5- Conhecimento

O Brasil é um dos maiores produtores de bikes do mundo e, atualmente, há cerca de 70 milhões delas espalhadas pelas residências brasileiras. A cidade de São Paulo começou a adaptar-se a esse universo e possui 460 km de ciclovias, a meta para 2030 é de alcançar 1.700 km. Pensando nisso, a organização do evento contará com palestras sobre os temas mais relevantes do mercado para deixar todos os participantes atualizados.

"Arte, cultura, cicloturismo, novas tecnologias, mobilidade, tendências, entre outros. Todo o universo que envolve este mercado, é isso que queremos para a próxima edição da feira. Um evento completo”, conclui João Paulo Picolo, Managing Director da NürnbergMesse Brasil.

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados