REVISTA BICICLETA - Specialized Rockhopper Comp 29er Int
THE POWER OF THE PRO
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

Bicicleta Sense a partir de R$ 2.765,00!
Revista Bicicleta - Edição 68

Assine

Revista Física
Revista Virtual



+bicicleta - Testes - Bicicletas

Specialized Rockhopper Comp 29er Int

Revista Bicicleta por Pedro Cury
39.787 visualizações
04/12/2012
Specialized Rockhopper Comp 29er Int
Foto: Pedro Cury

A linha Rockhopper é a linha intermediária das bikes rígidas da marca americana Specialized, oferecendo um modelo com rodas 29 polegadas.  Ainda pouco populares no mercado brasileiro, as bikes 29" já estão sendo oferecidas pelos maiores fabricantes e ganhando competições pelo mundo.

A Bike

O quadro é um dos principais destaques da bike. Feito com alumínio M4SL próprio da Specialized, com tubos de formas customizadas (formed) e espessura variável (butted), resultando em um quadro leve e durável, que possibilita futuros upgrades. A geometria escolhida beneficia o all mountain, segundo a empresa.

A suspensão Rock Shox Recon Silver SL 29" conta com funcionamento a ar, controle de retorno e trava para os seus 80 mm de curso. Uma escolha sensata para manter uma boa relação qualidade x preço.

Os aros DT Swiss 485D possuem ilhós e fazem par com pneus Specialized The Captain 2.0. Rodas de alta qualidade são importantes para as 29", já que melhorias na aceleração são muito bem-vindas, e essas bikes normalmente não contam com muito curso nas suspensões.

Os freios escolhidos foram os Avid Juicy 3 SL, hidráulicos e com discos de 160 mm. Apesar do tamanho dos rotores, os freios são conhecidos por possuírem um alto poder de frenagem.
A bike vem com 27 marchas, com passadores Shimano Deore; destaque para o câmbio traseiro Shimano SLX. O pedivela Shimano ainda usa o sistema octalink que já foi substituído por padrões mais modernos, porém é mais econômico.

Esteticamente, a bike segue uma tendência atual de combinar cores em componentes oferecidos somente para as bikes que vêm completas de fábrica. No caso da Rockhopper, o quadro é preto e tem detalhes amarelos, combinando com a suspensão, punhos, nipples dos raios e trilhos do selim.

O Teste

Para testar a bike convidamos Carlos Marques, mais conhecido como Tio Sam, que conta com diversas provas de speed e cross-country no currículo.

A bike foi testada em uma trilha que oferece todos os elementos que precisávamos, como estradões, singletracks e até alguns terrenos mais difíceis para as 29", como trechos muito técnicos de subidas e com retomadas de aceleração.

Para testar uma bike 29 é preciso levar em consideração algumas características próprias das rodas grandes, que estarão presentes, independente da marca e configuração da bike. As bikes 29 levam mais tempo para acelerar devido ao maior tamanho da roda, mas em compensação são mais fáceis de manter velocidade e possuem uma velocidade média maior em relação às 26. Em trechos técnicos de nível baixo e médio, também possuem uma facilidade um pouco maior em superar obstáculos, embora as curvas apertadas sejam mais difíceis de serem executadas.

Da configuração original, apenas foi alterado o ângulo do avanço, que normalmente vem apontado para cima (+ 7 graus), mas optamos por colocá-lo para baixo (- 7 graus). Isso traz uma posição de maior performance para terrenos mais técnicos, especialmente em bikes 29" que já possuem a frente mais alta. Também foi usado um pedal clip para o teste, já que a bike vem sem pedais.

Em termos gerais foram notadas claramente todas as características das 29": a bike demora um pouco mais para acelerar, mas mantém melhor a velocidade e supera melhor obstáculos menores.

A suspensão Rock Shox Recon Silver SL teve um funcionamento muito satisfatório para o alto nível técnico da trilha, oferecendo controle de retorno externo para um ajuste mais fino e também um botão externo de trava, que ajuda muito quando o terreno é fácil e exige maior força nos pedais. A trava permite um funcionamento muito pequeno ao invés de uma trava total, o que também é desejável. Os 80 mm de curso parecem pouco, mas como as rodas maiores já superam bem os obstáculos, não fez falta uma suspensão maior. O punho, apesar de não atrapalhar, girava um pouco quando era forçado, o que coloca em dúvida sua segurança na chuva.

Os freios Avid Juice tiveram uma performance excelente, mesmo com rotores de 160 mm, freando bem a bike em velocidade. Aliados à suspensão e guidão 680 mm, a bike mostrou um desempenho muito satisfatório nas descidas, mantendo a estabilidade.

Nas subidas a bike teve uma aceleração melhor do que era esperado. Os aros DT Swiss ajudaram a manter o peso das rodas mais baixo, ressaltando essa característica. Porém, em trechos mais técnicos e inclinados, a bike mostrou uma tendência a levantar a roda dianteira. Um avanço mais longo e uma relação com catraca de 36 dentes ajudariam muito a evitar isso. O cassete incluído tem a catraca maior de 34 dentes, mas com uma relação mais leve permitiria uma aproximação menos brusca nessas subidas.

Prós

• Quadro com alumínio M4SL
• Freios Avid Juice 3
• Aros DT Swiss
• Suspensão com trava

Contras

• Cassete de 34 dentes
• Pedivela com sistema antigo
• Punhos com tendência a girar

Garantias e Investimento

Vitalícia para o quadro e 1 ano para os componentes.
Preço: R$ 4.790.

Distribuído pela Specialized:
www.specialized.com.br

Vestuário: Camisa X-Terra Cyclingx Jersey; Bermuda X-Terra; Sapatilha Sidi Bullet; Capacete Giro Atmos.

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Vídeos

 

 

Para fechar o banner, clique aqui ou tecle Esc.

Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados