REVISTA BICICLETA - Sequestro de bikes
Baixe Gratuitamente a Edição Digital de Maio - Junho 2017 da Revista Bicicleta!
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 78

Leia

Revista
Bicicleta



+bicicleta - Mobilidade - Segurança

Sequestro de bikes

Depois dos roubos e furtos, vem aí a nova moda dos bandidos: o sequestro de bicicletas.

Revista Bicicleta por Carlos Menezes
3.838 visualizações
10/09/2016
Sequestro de bikes
Foto: © Horiyan / Shutterstock Beto Chagas / Shutterstock

Desde que criei o site biocicleta.com.br, em 2007, vez ou outra recebo uma solicitação para publicar e ajudar a divulgar o roubo de uma bike. A ideia sempre é fazer com que o maior número de pessoas fique sabendo e que, se por acaso alguém ver a bicicleta circulando por aí, ajude na sua recuperação.

Porém, sempre tive certo receio em relação a esses pedidos. Os motivos são os seguintes: primeiro, porque acredito que o melhor a se fazer é um bom boletim de ocorrência, descrevendo todos os detalhes da bike e comunicando exclusivamente os ciclistas que você conhece. Isso porque (já considerando o segundo ponto), divulgar roubos e furtos de bikes, bem como seus respectivos valores, serve somente para aumentar a criminalidade. Nos últimos meses, tenho observado um aumento exponencial de notícias relacionadas a roubos de bicicleta nos principais noticiários de massa. Isso se torna uma publicidade para os delinquentes de plantão.

Outro ponto que vem chamando a atenção é o aumento na quantidade de bicicletas anunciadas em sites de compra e venda, com valores fora da realidade. Basta realizar um levantamento para verificar vários modelos com valor totalmente incompatível. 

Avaliamos mais profundamente este fato e selecionamos algumas bikes anunciadas nestes sites de classificados, a fim de estabelecer contato e verificar a veracidade dos fatos. O resultado foi muito interessante e significativo: 98% das bikes anunciadas fora da faixa real de valor apresentavam as seguintes características:

  • A cidade divulgada não condiz com a cidade do telefone anunciado.
  • No telefone, quando atendido, a pessoa não tem a menor ideia do que se trata. Algumas dizem estar cansadas de responder aos telefonemas sem saber do que se trata.
  • Não bastasse essa realidade, ainda nos deparamos com notícias de pessoas que pagam recompensas aos bandidos para recuperar sua bicicleta, como aconteceu, por exemplo, com um promotor que pagou para reaver sua bicicleta, roubada na USP (Universidade de São Paulo). 

Alguns anos atrás aconteceu o roubo de uma bicicleta de contrarrelógio aqui, em Uberlândia. O proprietário, sabendo se tratar de um objeto pouco comum, imaginou que os ladrões teriam dificuldades, tanto para utilizar quanto para comercializar o produto. Então, decidiu iniciar uma campanha oferecendo recompensa pela bicicleta. Fez cartazes com seus contatos e foto da bike e espalhou por toda a cidade.

Quando já estava para desistir, recebeu um telefonema. Do outro lado da linha, um traficante dizia ter pegado a bike como pagamento pelas drogas e que estava disposto a devolvê-la, por 10% do valor. A única condição era deixar a polícia de fora da negociação. Ele combinou hora e local para efetuar a permuta. Chegando ao local combinado, estavam dois “de menor” com a bike. Os mesmos recolheram o dinheiro e por uma infelicidade, quando saíam do local, coincidentemente deram de cara com uma viatura da polícia fazendo uma ronda rotineira. Eles se assustaram e correram. Percebendo que os garotos haviam corrido ao ver a viatura, os policiais acharam o comportamento estranho e iniciaram a captura dos mesmos. Como resultado, o proprietário da bicicleta passou a receber ameaças, caso os garotos não fossem liberados. Os bandidos acreditavam que tudo tinha sido armado para que os menores fossem apreendidos...

Então, fica o alerta: quem negocia com bandido, é bandido.

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados