REVISTA BICICLETA - Holandeses abrem as portas do carro de um jeito estranho e você deveria fazer o mesmo!
Baixe Gratuitamente a Edição Digital de Maio - Junho 2017 da Revista Bicicleta!
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 78

Leia

Revista
Bicicleta



+bicicleta - Entenda Melhor

Holandeses abrem as portas do carro de um jeito estranho e você deveria fazer o mesmo!

Por Revista Bicicleta
17.607 visualizações
18/06/2017
Holandeses abrem  as portas do carro  de um jeito estranho e você deveria fazer o mesmo!
Foto: kasto / depositphotos.com

Quase 25% de todos os acidentes de bicicleta em Boston, EUA, que resultam em ferimentos, acontecem em decorrência da abertura da porta do carro no caminho de um ciclista que se aproxima. Também, o chamado “dooring” é responsável por 40% de todos os casos em que um motorista é culpado por danos a um ciclista, já que é responsabilidade do ocupante do veículo esperar para abrir a porta apenas quando for seguro e de forma que não interfira no tráfego em movimento.

Em países em que a cultura da bicicleta ainda está ganhando espaço, o tráfego de bicicletas causa uma reflexão tardia para muitos motoristas. É diferente, por exemplo, na Holanda, onde o ciclismo está entranhado na cultura do país. Por isso, os condutores holandeses aprendem na escola sobre a importância de abrir a porta do carro com a mão direita. Por quê? Isso obriga o motorista a dar uma volta com seu corpo, fazendo a cabeça girar e abrindo o campo de visão, o que facilita ver se um ciclista está se aproximando atrás. Esta prática ficou conhecida como “Dutch Reach”, ou Alcance Holandês.

O Dr. Michael Charney, medico aposentado de 70 anos e defensor do ciclismo em Cambridge, está incentivando o “Dutch Reach” aos motoristas de Boston. Enquanto espera que esta prática seja parte das competências necessárias para tirar a habilitação, ele tenta espalhar a ideia e conquistar os motoristas voluntariamente. No verão passado, uma ciclista de 27 anos foi atingida num acidente de dooring, que a atirou para o tráfego, onde foi atropelada e morta. Logo após isso, Dr. Charney realizou uma pesquisa e enviou os resultados à polícia local, em Somerville. Logo depois, placas eletrônicas mostrando esta mensagem começaram a aparecer. Entidades ciclísticas também manifestaram seu apoio em favor do Dutch Reach.

Veja um exemplo de como funciona o Dutch Reach

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados