REVISTA BICICLETA - Coma bem e vença no BMX
THE POWER OF THE PRO
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

Bicicleta Sense a partir de R$ 2.765,00!
Revista Bicicleta - Edição 68

Assine

Revista Física
Revista Virtual



+bicicleta - Saúde - Alimentação

Coma bem e vença no BMX

Revista Bicicleta por Amanda Miranda e Beatriz de Andrade Vilela
35.396 visualizações
03/12/2012
Coma bem e vença no BMX
Foto: Joshua Huber

O BMX é um esporte aeróbico, mas em alguns momentos necessita de explosão (processo anaeróbico), ou seja, há zonas em alta intensidade com um acúmulo grande de ácido láctico, o que pode acarretar fadiga muscular. Para atender a necessidade deste esporte é importante a combinação de alimentação e suplementação.

A alimentação pré-treino deve ser rica em carboidratos, como pães, massas, arroz e biscoitos integrais, batata, mandioca, quinua em grãos e frutas in natura e as secas. Deve-se evitar alimentos ricos em gordura (molhos com muita gordura, biscoitos recheados, manteiga, frituras, maionese), proteína (leite e derivados, carnes) e fibras (frutas com casca, hortaliças cruas, as sementes e os farelos). A refeição deve ser realizada pelo menos uma hora antes da atividade física. Prestar atenção no desconforto gástrico para evitar a redução no desempenho físico durante a competição ou treino.

Durante a atividade, é importante garantir o consumo de carboidrato. Alimente-se a cada três horas e opte por alimentos ricos em carboidratos, como os listados acima ou suplementos como as barras energéticas esportivas, repositores em gel e bebidas energéticas.

Mantenha-se bem hidratado. Consuma água, água de coco e o repositor hidroeletrolítico por pelo menos uma semana antes da data da competição para evitar déficit do desempenho esportivo. No dia do evento ingira de uma a duas garrafas do repositor hidroeletrolítico por hora, isto corresponde de 30 a 60 gramas de carboidrato aproximadamente.
Uma sugestão de suplementação eficaz para este esporte é a beta-alanina, um aminoácido que evita a fadiga muscular em atividades de alta intensidade anaeróbica. A fadiga muscular é causada por alterações metabólicas intramusculares que gera uma inadequada contração muscular e pode levar ao menor desempenho físico.

O esquema de suplementação deve ser feito a cada três horas durante as quatro semanas que antecedem a competição, incluindo o dia da prova. A dosagem deste suplemento deve ser individualizada, por isso siga orientações de um nutricionista.

O bicarbonato possui um efeito ergogênico similar à beta-alanina. Deve ser suplementado de 90 a 120 minutos antes do evento e no período de cinco a sete dias que antecedem a competição.

Após a atividade, uma refeição completa e balanceada é necessária para repor a energia e os nutrientes gastos durante o exercício. Devem estar presentes alimentos fonte de carboidrato, proteína (carne magras, peixe ou peito de frango grelhados) e gordura, como os óleos e oleaginosas (castanha-do-pará, nozes, amêndoa) e as vitaminas e minerais presentes nas frutas e hortaliças.

A alimentação é um dos fatores que favorece o desempenho atlético, pois quando bem orientada permite que o atleta treine por mais tempo e se recupere melhor entre eles e pode reduzir a fadiga durante as provas, aumentar os depósitos de energia para as competições, reduzir episódios de lesões e contribuir para a saúde geral do atleta.

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Vídeos

 

 

Para fechar o banner, clique aqui ou tecle Esc.

Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados