REVISTA BICICLETA - Canotes
THE POWER OF THE PRO
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

Bicicleta Sense a partir de R$ 2.765,00!
Revista Bicicleta - Edição 68

Assine

Revista Física
Revista Virtual



+bicicleta - Oficina

Canotes

Canotes são simplesmente os tubos que prendem o selim ao quadro da bicicleta. Porém, apesar da função simples, é preciso saber escolher o modelo correto.

Revista Bicicleta por Pedro Cury
57.672 visualizações
05/06/2013
Canotes
Foto: Pedro Cury

Diâmetro

O diâmetro do canote não dá muita margem para escolha. É preciso que seja compatível com o diâmetro do quadro para que encaixe de maneira correta. Se for maior, não entrará no quadro e se for menor, ficará frouxo e não poderá ser fixado. Existe um certo padrão no mercado, porém existem exceções e canotes antigos com medidas fora desses padrões. Apesar das diferenças de diâmetros ser milimétrica, é muito importante usar a medida correta, pois o uso contínuo de uma medida errada pode danificar o quadro a longo prazo. Existem também adaptadores para o uso de um canote menor em um quadro de diâmetro maior, alguns deles funcionam corretamente, mas não é a solução ideal. 

Comprimento

Essa é a medida mais importante, pois vai definir o quanto o ciclista poderá levantar o selim. Além de verificar se a altura é correta para quem vai pedalar, também é preciso estar muito atento a quanto o canote entra. É preciso que ele ultrapasse a junção entre os tubos (ver figura), caso contrário há chances de danificar o quadro mesmo no primeiro passeio.

Aqui há alguma margem para escolhas. Caso a mesma bicicleta seja usada por mais de uma pessoa, é preciso escolher o canote que atenda a pessoa mais alta. No caso também da compra de um canote especial mais caro, um tamanho maior também é interessante, já que dará mais chances de aproveitá-lo em outras bikes ou em futuros quadros. Mas então, por que não comprar sempre um canote maior? Por dois motivos: nem sempre cabem em todos os quadros (pois o tubo do selim pode mudar de diâmetro internamente) e porque é um peso extra desnecessário. 

Material

Canotes podem ser feitos em aço, alumínio, titânio e fibra de carbono. A diferença principal será o peso.

Peso

Apesar de não ser o lugar mais importante para tirar peso da bicicleta, o canote também representa uma oportunidade. Um canote de mesmo diâmetro e medida pode ter uma diferença de peso de mais de meio quilo. Aqui vale a mesma regra geral dos outros componentes da bike: quanto mais leve, mais caro. Existem canotes de competição que são tão leves a ponto de restringir o uso de acordo com o peso do atleta.

Design

O design é outra característica importante. Aqui não falamos do design do tubo em si, mas sim do mecanismo que prende os trilhos do selim - popularmente chamado de "castanha".

Compatibilidade

Esses trilhos possuem diferentes diâmetros nos selins mais especializados e alguns canotes acabam tendo uma castanha específica para um determinado diâmetro máximo. Alguns selins também possuem o trilho com um formato oval, ao invés de circular, causando também essa incompatibilidade. Existem também sistemas especiais, nos quais ao invés de um par de trilhos, o selim possui outro tipo de encaixe. Nesse caso, o canote também precisa ser compatível.

Mecanismo de funcionamento

Outra característica da castanha é como ela permite o alinhamento do selim, tanto no ângulo que ele faz com o solo, quanto à sua distância horizontal. Alguns mecanismos são muito mais complicados de usar que outros ou não permitem um ajuste tão preciso. Existem castanhas que usam apenas um parafuso para fixação e ajuste do selim e outros que chegam a usar até 4.

Escala gráfica

Alguns canotes possuem ao longo do tubo uma escala com números impressos, o que serve como referência de altura para o ciclista. Assim, quem precisa ficar abaixando e subindo o selim constantemente ou compartilha a bicicleta, pode anotar ou memorizar a medida correta quando precisar reajustar. Algumas castanhas também possuem uma escala para a angulação e uma seta para o ajuste correto com a escala do trilho do selim.

 

Tecnologias Especiais

Canotes com suspensão

Existem alguns canotes no mercado que possuem sistema de suspensão integrado. Ao contrário do que algumas pessoas pensam, isso não substitui a suspensão traseira da bicicleta, uma vez que não estão ligados à roda e só funcionam com o ciclista sentado. O uso é indicado apenas para maior conforto em bicicletas de passeio, especialmente devido ao peso extra. Recentemente, surgiu uma exceção: a marca alemã Canyon lançou um sistema de amortecimento com a própria estrutura de carbono do tubo do canote, oferecendo um maior conforto nas bikes de estrada, sem adicionar peso extra.

Canotes anti-vibração

Diferente dos canotes com suspensão, esses prometem diminuir as vibrações geradas em bicicletas de estrada de competição. Parece um detalhe pequeno, mas estamos falando de atletas que ficam por muitas horas seguidas em cima do selim.

Canotes Ajustáveis

Conforme mostramos na edição 009, a grande novidade do mercado são os canotes ajustáveis. Eles permitem o ajuste rápido (inclusive através do guidão) da altura do canote, sem a necessidade de desmontar da bicicleta.

Canotes Inclinados (set back)

Esses modelos, ao invés de seguirem uma linha reta, possuem uma inclinação para trás. Isso serve para uma melhor adaptação da posição do selim em alguns modelos de quadro e estrutura de atletas. Algumas vezes, um quadro pode ficar pequeno para o ciclista e um canote set back acaba por rdiminuir o problema.

Canotes Aerodinâmicos

Alguns canotes de bicicletas de estrada e triatlo possuem um formato oval para ser mais aerodinâmico. Porém, são compatíveis apenas com quadros específicos.

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Vídeos

 

 

Para fechar o banner, clique aqui ou tecle Esc.

Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados