REVISTA BICICLETA - Bicicletas na decoração da casa
MPRO
Sapatilha Berm

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 87

Leia

Revista
Bicicleta



+bicicleta - Cycle Chic

Bicicletas na decoração da casa

É no aconchego do lar que nós curtimos nossa família, nosso descanso e nossos hobbies. E a decoração da casa pode revelar muito sobre nossas preferências. Em meio a tantas opções de material, cores e formatos, uma casa realmente bonita é aquela que tem a cara do seu dono.

Revista Bicicleta por Anderson Ricardo Schörner
40.993 visualizações
20/11/2013
Bicicletas na decoração da casa
Os modelos em madeira, como o Very Nice Bike Rack
Foto: Daniel_ballou

A casa, além de possuir funcionalidade e conforto, precisa ser aconchegante e estar em sintonia com o seu morador. A decoração cumpre um papel crucial neste sentido.

Para compor um ambiente que esteja de acordo com o seu estilo de vida, cada pessoa opta por cores, designs de mobília e objetos de decoração do seu gosto. No mercado, há diversas opções para decorar o lar.

Ideias para decorar

Que tal dar uma segunda chance para aquela bicicleta empoeirada esquecida em algum lugar? Uma bicicleta antiga pode ser um item para compor um ambiente vintage. Como a bicicleta é uma peça grande, a dica é utilizá-la reaproveitando algum espaço, como embaixo de uma escada. Esta foi a solução adaptada ao projeto da casa do empresário Carlos Andrade, de Timbó-SC, como você pode acompanhar no box.

Alguns ciclistas que passam pelo impasse da falta de espaço para guardar a bike com segurança também podem optar por deixá-la dentro de casa, protegida e compondo a decoração, da mesma forma como acontece com uma bike antiga. Só que, neste caso, há um trabalho extra de sempre deixar a bicicleta limpa depois de cada rolê, para não sujar a casa. Além de reaproveitar espaços, a bici pode ser pendurada em um suporte preso à parede ou teto, o que faz surgir um espaço ao mesmo tempo moderno e descontraído. Uma bicicleta em desuso pode se tornar o destaque da sua sala!

AS COMPANHEIRAS INSEPARÁVEIS
Carlos e Mary Andrade – Timbó, SC

A opção de termos nossas bicicletas incorporadas à decoração da casa pareceu algo bem natural para um casal que teve sua infância e adolescência muito ligada a esta velha amiga. Em nossa época não convivíamos com a internet, as redes sociais ou os jogos de computador, e a bicicleta era nossa companheira inseparável para as brincadeiras e aventuras.

Em nossa casa a melhor opção para colocarmos as nossas relíquias foi a base da escada que dá acesso ao piso superior. Durante o projeto da casa já tínhamos em mente incorporar as bicicletas ao ambiente da sala. Quando o arquiteto desenhou a escada, pedimos que o patamar tivesse uma altura suficiente para colocá-las embaixo. Decidimos restaurar uma Dirkop, modelo masculino de 1951, e uma Míele, modelo feminino de 1938. Claro que o objetivo era enfeitar a sala e para valorizar nossas peças de decoração, instalamos lâmpadas na parte inferior da escada.

O resultado não podia ter sido melhor. A sala ficou aconchegante, descontraída e nostálgica. Ao receber amigos é comum passarmos no mínimo alguns minutos observando os detalhes da restauração, com comentários sobre o ciclismo e seus inúmeros benefícios à saúde do corpo e do espírito.

Os próprios suportes também podem ser personalizados e ter outras funcionalidades. Os modelos em madeira, como o Very Nice Bike Rack, projetado pelo californiano Daniel Ballou, dão um ar de sofisticação ao ambiente. Geralmente, eles possuem uma abertura para encaixar o tubo superior do quadro e, sobre o encaixe, a superfície de madeira funciona como uma prateleira para livros ou outros objetos de decoração. Estes suportes exigem que o quadro seja reto. Há outras opções, como ganchos que podem deixar a bike na vertical, ou mesmo aproveitar uma parede para fazer um painel com ganchos para duas bicicletas. Fica muito bonito, especialmente com bicicletas fixas coloridas. É uma decoração descolada e criativa.

Mas se você não tem um espaço sobrando na casa ou não quer colocar um suporte, basta deixá-la em algum lugar que não atrapalhe a circulação e que você ache que fica simpático. Isso inclui a área externa e o jardim. Uma das opções mais utilizadas é a bicicleta com cesto de vime servindo de jardineira, mas as mentes mais criativas podem deixar, por exemplo, uma trepadeira escalando uma bicicleta antiga encostada em um muro. Você pode reaproveitar uma bicicleta antiga ou adquirir uma miniatura especialmente concebida para decoração. 

Outra dica é criar objetos reaproveitando partes da bike que não podem mais ser utilizadas. São várias as possibilidades. Uma peça interessante é o móbile feito com uma roda de bicicleta. O móbile é uma escultura móvel suspensa no espaço por fios, geralmente utilizada em decoração de quartos infantis, em cima do berço, para distrair a criança. A criatividade pode conceber desde um abajur feito com o guidão e luz da bicicleta, até uma bancada de apoio para a cuba do banheiro, como o móvel projetado por Benjamin Bullins, cuja base é uma bici antiga, que suporta um tampo de madeira, cuba e até uma cestinha que serve de porta-toalhas.

Há outras maneiras de fazer referência à bicicleta na decoração. Uma pintura em uma parede ou a utilização de quadros com o tema bicicleta permitem explorar cores e texturas diferenciadas. Miniesculturas de bicicletas são peças sofisticadas em mesas ou estantes. Cortinas, jogos de cama, mesa e banho com estampas de bike. Objetos que remetem à bicicleta, como um relógio em formato de velocípede com os ponteiros no espaço da roda maior, são outra opção para demonstrar o seu gosto pela bike.

Opções não faltam para deixar o lar com a sua cara, e ter sempre algo que faça menção à sua paixão por bicicletas.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados