REVISTA BICICLETA - A dúvida na hora de escolher um bom alforje
Baixe Gratuitamente a Edição Digital de Janeiro / Fevereiro 2017 da Revista Bicicleta!
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 71

Assine

Revista Física
Revista Virtual



+bicicleta - Cicloturismo

A dúvida na hora de escolher um bom alforje

Revista Bicicleta por Eduardo Lemos
5.383 visualizações
16/09/2016
A dúvida na hora de escolher um bom alforje
Foto: Divulgação

Quem nunca ficou confuso ao tentar escolher um alforje para bicicleta provavelmente ainda não precisou de um. Quando o assunto é cicloviagens de longa distância, esta escolha se torna ainda mais crítica. Dentre tantas características que fazem parte da confecção de um alforje, talvez a que mais atrai o olhar dos ciclistas é o modelo de tecido usado na sua construção. Mas afinal, o que são estes nomes e quais são as diferenças entre eles? Neste artigo, vamos tentar decifrar um pouco deste mistério para ajudá-lo a fazer a escolha certa na hora de comprar o seu primeiro alforje (se for uma escolha boa, este primeiro vai durar a vida toda). Lembrando que de um modo geral não existe o melhor alforje, tudo vai depender de sua aplicação. Um modelo para cicloviagens, por exemplo, vai pedir uma capacidade de armazenamento maior e automaticamente uma relação melhor entre resistência e durabilidade. Já um modelo desenhado para ser usado na cidade pode ter uma capacidade menor e talvez não precise ser confeccionado com tecidos ultrarresistentes.

Cordura®

Sem sombra de dúvidas este é um dos tecidos mais conhecidos quando o assunto é equipamentos para aventura. Marca registrada da empresa Invista, o tecido Cordura® já pertenceu à empresa DuPont e ganhou fama ao ser empregado na indústria militar para confecção de vestuário e equipamentos de guerra. Há quem diga nos bastidores que o tecido Cordura® não foi inserido nas forças armadas norte-americana só por conta de sua qualidade, mas também por movimentação política de um dos sócios da Invista que tinha uma relação bem próxima com o alto escalão do governo estadunidense. Hoje o tecido Cordura® possui uma gama extensa de modelos que variam de acordo com sua densidade, arranjo dos fios e matéria-prima. A Invista - de uma modo genérico – classifica-os em séries definidas pela densidade de seus fios (ex: 300D, 500D, 1000D). Como regra geral, podemos dizer que quanto maior é a numeração da série, mais denso, pesado e resistente é o seu tecido.

Mas se Cordura® é marca de um tecido, do que ele é feito?

É neste ponto que começa a confusão de quem quer comprar um equipamento feito em Cordura® e encontra em suas descrições a palavra náilon. Sim, Cordura® é um tecido feito a partir de fibras do polímero náilon 6.6 – também pode ser fabricado em poliéster - que tem uma excelente relação peso x resistência a abrasão. O que faz desta malha da Invista ser marca registrada é o processo de certificação e supervisão no qual ela é submetida antes de ganhar o selo Cordura®. Costumo comparar a fama deste tecido com um item bem comum do nosso dia a dia, as hastes de algodão. Estruturalmente e teoricamente, todas as hastes de algodão deveriam ser iguais - e é verdade que existem marcas com a mesma qualidade - mas é muito comum generalizarmos todas elas usando o nome cotonetes®, marca registrada da empresa Johnson & Johnson. Assim como no caso dos cotonetes® é possível termos alforjes não fabricados em Cordura®, mas em náilon ou poliéster, e que sejam tão bons quanto ou melhores. Tudo vai depender principalmente da origem dos materiais. No caso dos tecidos Cordura® a coisa fica mais fácil pois só podem ser chamados assim os tecidos fabricados ou supervisionados pela própria Invista.

E o que seria um tecido chamado de ripstop?

Previamente, é legal dizer que ripstop não é um tipo específico de tecido, mas uma técnica de tecelagem criada para prevenir a propagação de rasgos em diversos tipos de malhas, dentre elas o poliéster e náilon.

Normalmente, utiliza-se um tecido base - algodão ou poliéster - onde o náilon é costurado sobre ele formando uma decoração bem característica e visualmente reconhecida por sua geometria quadriculada ou em forma de "diamante". Tecidos em náilon ou poliéster ripstop geralmente são usados na fabricação de equipamentos em que o peso é um fator bem relevante. São encontrados facilmente em sacos de dormir, barracas, mochilas, sacos estanques e estojos de viagem. Desta forma, podemos dizer que um tecido construído em náilon ou poliéster pode ou não ser do tipo ripstop.

E os tecidos em PVC?

Os tecidos em PVC, comumente chamados de vinil ou lona, são fabricados através da aplicação de uma camada de policloreto de vinila sobre malhas de poliéster ou náilon, por exemplo. São tecidos resistentes que podem receber tratamento antifúngico, antichamas e proteção UV. No mercado das bagagens para bicicleta, o tecido PVC é muito utilizado na confecção de acessórios 100% impermeáveis. No Brasil, a empresa fabricante de alforjes Saikoski é pioneira na utilização deste material. Outras marcas importadas que são fáceis de encontrar por aqui e que fabricam alforjes em PVC são a Thule e Orlieb.

É verdade que existem alforjes impermeáveis fabricados em poliéster ou náilon?

Existem sim, mas é bom dizer que estes tecidos, quando crus, possuem a propriedade apenas de repelir água e portanto, não são 100% impermeáveis. Para que o náilon ou o poliéster se tornem totalmente à prova d'água é necessário passar por um tratamento onde recebem uma fina camada de PU ou do já citado PVC.

Agora eu entendi as diferenças, então, o melhor que eu tenho a fazer é procurar por alforjes com selo Cordura®?

Não necessariamente. Podemos ter um alforje totalmente confeccionado em Cordura®, mas isso não é garantia de que ele será o mais resistente. Há outros fatores importantes também como o design e a qualidade da costura. O melhor que podemos fazer neste caso é buscar por referências através de amigos cicloturistas ou debates em fóruns na internet. Como ilustração, podemos citar um exemplo de um amigo cicloturista que viajou por mais de 21 mil quilômetros de bicicleta pela América do Sul levando no bagageiro traseiro de sua bicicleta um par de alforjes que não era fabricado em Cordura®. Após quase três anos na estrada percorrendo desertos, superando chuva e neve, este nosso amigo retornou de sua cicloviagem com aquele par de alforjes praticamente intacto.

E para aqueles que ainda continuam na dúvida, saibam que – felizmente - grande parte dos modelos e marcas de alforjes fabricados no Brasil já foram testados por grandes ícones do nosso cicloturismo. Não vai ser difícil encontrar avaliações destes materiais pela internet.

 

Resumão

  • Cordura® é marca registrada de um tecido que pode ser feito tanto em náilon quanto em poliéster e pode ter em sua composição outros materiais, como algodão;
  • Como regra geral, quanto maior for a densidade de fios de um tecido feito em náilon ou poliéster, mais rígido, pesado e resistente ele será;
  • Ripstop é uma técnica de tecelagem que evita a propagação de rasgos em tecidos e é visualmente reconhecida por criar formas geométricas (quadrado, losango, forma de diamante) sobre os tecidos em que ela é aplicada;
  • Os tecidos em PVC são construídos pela adição de policloreto de vinila sobre malhas de náilon ou poliéster;
  • Alforjes feitos em náilon e poliéster podem ser impermeáveis, desde que tenham passado por um tratamento com PU ou PVC;
  • Um alforje bom é aquele que atende às necessidades de seu uso e que, preferencialmente, já tenha sido avaliado ou testado por alguém;
  • Se Cordura® é um tecido feito em náilon ou poliéster e ripstop é uma técnica aplica sobre eles, podemos sim ter um tecido Cordura® ripstop. Da mesma maneira, podemos ter também um tecido PVC com base Cordura® e que seja ripstop.

 

Abaixo temos uma lista com a relação de alguns fabricantes nacionais de alforjes para bicicleta e o tipo de tecido mais utilizado em alguns de seus modelos.

Cordura®: AraraUna, Alpamayo, Aresta, Alto Estilo, NorthPak

Náilon de Alta Densidade: Probike

PVC (Lona – Vinil): Saikoski, Alforjaria
 

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Vídeos

 

 

Para fechar o banner, clique aqui ou tecle Esc.

Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados